domingo, 27 de abril de 2008

Os pequenos prazeres da infância

Estava relembrando outro dia das coisas que as mães da gente nos faziam tomar quando éramos crianças. Remédios para todos os fins.
A minha infância se passou nos anos 80, então algumas coisinhas existem ainda, mas com uma nova carinha, pois na minha época o Biotônico Fontoura não tinha sabor de laranja e era álcool puro, acredito que muitos alcoólatras iniciaram seu vício no bom e velho abridor de apetite. Deve ser até engraçado no AA, alguém dizer "oi, meu nome é fulano e comecei meu vício com Biotônico Fontoura". Era só exagerar na dose que a gente ía pra escola um pouquinho mais feliz, mesmo porque muitas pessoas dizem que uma bebidinha antes do almoço é bom para abrir o apetite, o famoso aperitivo. E qual a função dessa bebida aliciadora? É justamente um aperitivo. E depois dizem que os pais sabem o que é melhor para os filhos. O moleque se torna um pinguço e os pais se perguntam onde foram que erraram. Eles não erraram, afinal, um aperitivo faz bem.
Isso só porque o moleque estava um pouco magrinho, a mãe já olhava pro menino e já dizia com tom choroso "meu filho tá tão magrinho, já sei, Biotônico Fontoura" enquanto que hoje elas dizem "meu filho tá tão gordinho, já sei, nutricionista".
Outro que me dá arrepios só de lembrar é o tal óleo de fígado de bacalhau. Aquela imagem em alto relevo de um homem com um peixe maior que ele na embalagem me deixava em pânico. Imagine, pega-se o fígado de um peixe (que depois de seco e salgado até a alma custa os olhos da cara, não só os olhos, como nariz, boca...) e extrai-se a gordura daquilo. É totalmente nojento. Não interessa se depois de tomar aquilo a gente botava até a comida nutritiva que havia comido e que foi ingerida graças ao aperitivo (pelo menos no meu caso era assim).
Calcigenol. Outra pérola infantil. Poxa, o que custava dar mais leite e deixar o moleque tomar mais sol? Pelo menos não era tão ruim e nem nojento.
Fora os xaropes, chazinhos mais variados (alguns até estranhos), pastilhas, tudo podia se curar com uma injeçãozinha qualquer.
Quando tiver meus filhos vou tratá-los com carinho e amor e não forçar-los a tomar gordura de peixe liquefeita ou iniciá-los no alcoolismo. Apenas um conselho: alimentação balanceada não faz mal a ninguém.

Ah, e coca mata...

Novela da globo também mata... os neurônios!

Nenhum comentário: