sexta-feira, 4 de julho de 2008

Tô ficando velhinha

Mais um aninho se vai. Gente, ficar velho não presta. Mais um passinho e chego na idade da loba, mais uma balzaquiana no mundo.
Nasci no final dos 70, passei a infância nos 80 e adolescência nos 90.
Sim, senhoras e senhores, eu usei Conga e calça centropê, comi aqueles pirulitos do Zorro e Diplink, vi Supermáquina, vi a Xuxa chegando de disco voador e vi o ALF, assisti Angélica no Clube da Criança na Manchete e Mara Maravilha na TVS, brinquei com pirocóptero e joguei Space Invaders no Atari, ouvi Menudos e Polegar (não que eu gostasse), usei tênis M2000 e aqueles uniformes bonitinhos para meninas na escola, fiz até pré-primário, vi Michael Jackson negro e Madonna no cinema (Procura-se Susan desesperadamente, Quem é essa garota?...).
Curso de informática? Sem chances.
DVD e MP3? Que diabos era isso?
Telefone Celular??? Fala sério.
Windows? Quem era Bill Gates??
Já rebobinei muita fita VHS pra devolver na locadora senão pagava multa. Já tive inúmeras fitas cassete (pegava emprestado com os amigos pra gravar no micro system duplo deck que eu tinha ou simplesmente gravava do rádio).
Fazer o que? A vida é assim mesmo, o que foi, foi e o que vier, espero que seja lucro. Como dizia um amigo meu: levanta a cabeça e bolas pra frente.

Um comentário:

Sun Happy disse...

Lu
Parabens
Adorei a sua foto de vc assobrando as velhinhas do bolo!
Ta muchinha heim!!!!
E as nossas fotos? Qual vai ser o fim dela?