quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Acabou!!!

Pois é galera, acabou-se mais um ano.
Quem sorriu, que sorria mais; quem vanceu, que vença mais; quem viveu, que viva mais; quem encheu o saco, que não encha mais.
Até que 2008 não foi tão ruim, tirando enchentes, crise mundial, crimes, escândalos do governo, um quatro-dedos que não sabe de nada, o medo da mudança ortográfica (me perdoem qualquer assassinato ao português nos próximos posts, é só até eu me acostumar com isso).
Então, tudo de bom pra todo mundo e que 2009 seja mais do que especial a todos.
Abraços e até 2009 com muitas divagações. Prometo não perdoar nada nem ninguém. Me aguardem...


PS: quero aproveitar e desejar um feliz 2009 pra uma pessoa super-hiper-mega-ultra-puxa especial pra mim: Roger (meu namorado e leitor assíduo). Saiba que 2008 não teria sido o que foi se você não estivesse do meu lado e que esse novo ano estejamos juntos como foi 2008, ou até mais juntos ainda, mas de qualquer modo, felicidades a você. Te amo.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL!!!!

Então é Natal e o que você fez, o ano termina e começa outra vez...
Na realidade, até que enfim chegou o Natal (e até que enfim vão parar de tocar essa musiquinha chata que a Simone fez o favor de sacanear com Lennon).
Gostaria de desejar a todos um ótimo Natal, muita paz a todos, além daquelas coisas que todo mundo deseja a todo mundo. Espero que a ceia seja boa, que a família esteja unida, que aquele panetone de marca duvidosa dê pra todo mundo, que aquele cunhado chato não beba demais e estrague a festa ao vomitar no tapete e encoxar o vira-lata achando que está sendo engraçado, que o peru não queime no forno ou o franguinho (pra quem não pode ter um peru na ceia) não fique mal assado pra economizar o gás, que aquele pedaço de casca de noz (100graminhas só pra não aguar) não deixe ninguém cego na hora de quebrar no umbral da porta, que aquela cidra de 2,99 não dê dor de cabeça em ninguém, enfim, espero que o Natal seja maravilhoso e que o seu verdadeiro sentido não seja esquecido.

PS: não esqueçam de ver a missa do galo com o papa. Com aquela cara, mais parece filme de terror, pois dá a impressão que o cara vai matar o galo com requintes de crueldade a qualquer momento. Nada contra os católicos, mas esse papa é muito sinistro, nem chega perto do carisma do JP.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Reta Final

Últimos dias para o Natal. Essa semana será a semana da correria, quem ainda não comprou o presente, vai tentar comprar agora. Devo admitir que ainda não comprei todos os presentes que pretendo dar, mas falta pouco (não que eu vá comprar muitos).
A correria maior é nas lojas de 1,99, pois é onde os pobres se concentram. Se bem que tentar achar alguma coisa legal pra dar de presente nessas lojas é algo complicado. Mas está valendo, aquela jarra de vidro pra tia, aquele bonequinho que lembra o Batman pro sobrinho, a caneca de alumínio de time de futebol pro pai, aquele bibelô de anjo pra mãe, e por aí vai. Mas está valendo, o que importa é festejar, a alegria, a ceia (isso será o nosso próximo assunto), etc.
Vou ficando por aqui, estou no trabalho e o dever me chama.
Até o Natal!!!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

In off: O Bush é Ninja

Saindo um pouquinho do clima de fim de ano, prefiro comentar uma coisinha que tomou conta dos jornais: o lado ninja do Bush.
Impressionante como o jornalista que jogou o sapato tem uma ótima pontaria, mas impressionante mesmo é como o presidente se esquivou do mesmo. Daí tiramos a conclusão que o cara deve ter tido algum tipo de treinamento ninja.
O tal acontecimento tomou conta de tudo que é noticiário e está na boca do povo. Criaram até um joguinho na net para tentar acertar ele. Clique aqui para jogar.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Papai Noel

Olha eu de novo, esses dias ando meio doentinha, mas agora estou melhorando, mesmo sabendo que daqui a pouco tenho que enfrentar médico, mas está valendo. A graninha que iria para dar presente, vai ter que ir pra pagar consulta, mesmo porque não vou perder meu tempo, minha paciência e correr riscos indo ao pronto socorro, prefiro ir ao pet shop, tenho certeza que seria melhor tratada lá.
Mas voltando ao assunto de especiais de fim de ano.
Colocaram uma tal "Casa do Papai Noel" no meu bairro há alguns dias. A tal coisa se resume a duas casinhas de madeira (montadas em 2 dias por 2 homens) cheias de enfeites natalinos e com um Papai Noel nos primeiros dias, cuja intenção é levar lá as criancinhas, mesmo não existindo praticamente nada nessas casinhas. Mas pelo menos tem 2 lanchonetes montadas ao lado delas, dá pra comer um cachorro quente e rezar pra não morrer com algum tipo de intoxicação alimentar.
Fico pensando, as crianças de hoje sabem muito mais do que a gente quando tínhamos essa tão tenra idade. Por que ainda insistem nessa idéia capitalista de Papai Noel? Foi-se o tempo. A pirralhada está cansada de saber que ele é apenas mais um obeso símbolo do consumismo capitalista.
Criança quer mesmo é levar os pais à loucura nas lojas, não mais esperar o Bom Velhinho vir deixar seu presentes, mesmo porque no nosso adorável país de terceiro mundo tropical, não temos lareira, o jeito é improvisar e deixar o sapatinho na janela. O problema é que, qualquer barulho suspeito pode ser interpretado como invasão de domicílio e nem sempre o sapatinho na janela deixará de ser roubado (já roubaram diversas lâmpadas da iluminação de Natal da cidade).
Enfim, eu ahco que deveríamos tentar manter a magia do Natal voltada à família e não ao consumismo, o único problema é que para isso teríamos que abolir a TV de nossas vidas, consequentemente, aumentando a família...

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Última semana

A galera anda na expectativa, última semana de aulas, contando os minutos para entrar de férias. Lembro que na minha época (quando ainda existia pré-primário, 1º grau até a 8ª série e ainda podíamos escolher o que fazer no 2º grau - eu escolhi Científico), a gente ainda tinha medo da temida "bomba" e a não tão temida "recuperação". Já experimentei a recuperação, em Física, todo ano tinha que fazer trabalho e prova pra ver se "passava de ano". Bons tempos aqueles, pelo menos a gente aprendia, e se não aprendia, tomava bomba, pra ver se aprendia de vez.
Hoje tem a tal da "dependência", ninguém aprende com isso não. Aliás, o ensino anda mais do que fu*, isso infelizmente gera futuros "profissionais" que vão administrar empresas (consequentemente afundá-las), operar pessoas (Oh, e agora? Quem poderá nos defender?), projetar prédios (minha nossa!), ensinar as crianças (sem comentários).
A molecada fica contando o dia pra ficar à toa, subir no pé de manga, grudar no msn e orkut, e, para quem pode, viajar e curtir. Boa pedida.
É bom que aproveitem, pois quando ficam adultos, as férias cansam, mas bem que a gente espera avidamente por elas. Isso é, se não fizerem nenhuma cag* devido a um curso superior "muito bem feito" ministrado por "ótimos professores" e ficarem de férias permanentemente... e com a carteira de trabalho em branco.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Que se faça a luz

Agora começou o festival de luzes de Natal, todo mundo colocando nem que seja aquele pisca made in China na varanda da casa ou contornando a janela, pra ficar piscando e iluminar o chevete 79 estacionado na garagem, o bichinho fica até mais bunitinho.
As lojas inovam um pouco mais, quanto maior e melhor a loja, melhor os enfeites, lindas bolas, árvores bem enfeitadas, enfeites mais interessantes, enfim, vale a pena entrar nem que seja pra dar aquela básica resposta para a pergunta do vendedor se pode ajudar: "não, obrigado, só estou dando uma olhada". Coisa muito diferente acontece nessas pequenas lojinhas de bairro, o mesmo pisca de 1,99 se encontra ali junto a umas bolinhas (6 por 1,99) que, com muito custo, ião sobreviver até o próximo Natal.
A iluminação das ruas é um espetáculo a parte. Pelo menos por aqui, são colocadas umas lâmpadas comuns em arranjos nas praças, mas não adianta, ao final do processo natalino, média de 70% dessas lâmpadas iluminam as salas, quartos, etc da casa de alguns pobres que não se importam em "passar a mão" em algumas delas.
No final do ano as associações de comércio definem o sofrimento dos coitados dos vendedores: trabalhar até altas horas, daí, a galera vai rondar o "centro", ficar andando pra lá e prá cá, tumultuando o trânsito, no máximo gastando ums merrequinha pra tomar um lanche.
Mas atire a primeira pedra quem nunca fez isso... e gostou!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Fim de ano

Pois é, galera, 2008 já está quase no fim e 2009 já bate na nossa porta. O ano promete! Prefeitos novos, crise ameaçando mais do que nunca, clima doido, carnaval, tudo terminando em pizza... pensando bem, até que não tem muita novidade assim.
Mas vamos ao que interessa, os posts desse mês de dezembro serão em homenagem a toda essa papagaiada que é fim de ano, Natal, Reveillon, Férias escolares, etc.
Agora é a época do consumismo exagerado, promoções, pobre invadindo loja de 1,99, criança pedindo presente, gordinhos querendo emprego temporário de papai noel de shopping (ou de porta de loja para cidades que, como a minha, não tem shopping), promoções pós-natal do tipo "queimão" em que os desesperados ficam a noite inteira na fila na porta da loja pra levar aquela mercadoria de mostruário com desconto de até 70%, vendedor se matando pra trabalhar até mais tarde, perus dando seus últimos glus, ufa, cansei...
Enfim, preparem para o Festival de Fim de Ano do Divagações da NinjA.
Até e um abraço!!!

Novamente de volta

Aleluia, voltei.
Que falta de tempo, mas tá bão.
Vou ter que virar um ninja se quiser manter esse blog atualizado...
Mas peraí! Eu sou NinjA.
Tô de volta!!!!!!!!!

E de cara nova!

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

A incrível arte de ser POBRE


Por incrível que pareça, ser pobre é uma arte, e uma das mais nobres!
Todo pobre é um ninja nato, consegue fazer coisas, se safar de situações, desaparecer diante dos cobradores bem no estilo Ninja Gaiden.
Caro leitor, pode usar da ferramenta de busca Google e procurar manias de pobre, que trocentas listas engraçadinhas surgirão. A pessoa seguindo mais ou menos itens dessa lista, vai definir seu grau de pobreza. Eu mesma sou pobre, adoro lamber a tampa do danone, fico prendendo saquinhos com prendedor de roupa, quase todo dia saio correndo atrás do ônibus, adoro uma promoção, amo strogonoff, entre outras coisinhas.
Mas atire a primeira pedra o pobre que não é feliz. Afinal, a gente não precisa se preocupar com sequestro, com blindagem de carro, mensalidade de escola particular, muito menos de faculdade, a gambiarra se torna um meio de vida, enfim, a gente sempre dá um jeitinho pra tudo.
Além disso, qualquer diversão é válida. Seja o churrasco na laje, a reunião da molecada na piscina tone de 1000 litros comprada em 10 vezes nas Casas Bahia, aliás, Casas Bahia é "A loja favorita dos pobres". Pobre adora comprar tudo a prestações a perder de vista, se não tiver aquele carnezinho gordo, aliás, vários deles, ocupando espaço na bolsa ou no bolso, parece até que falta um membro, quando acaba de pagar um, faz mais outro. Às vezes a coisa custa 59,90, tem que dividir em 15 de 5,99 (não sou ruim de matemática não, quer dizer, só um pouco, mas são os juros que são altos mesmo, um preço a se pagar pelo prazer de ter os magníficos carnês).
E assim, vai levando, rindo pra não chorar, mas levando.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Nunca tive um All Star

Aos 29, finalmente, tenho meu All Star. Esse tênis imortal que mantém a mesma fórmula desde o início dos Anos 80, aliás, Anos 80 sem All Star não é Anos 80. Eu lembro que meus amigos tinham All Star e eu só na vontade, depois me julguei velha demais pra isso. E sinceramente, estou cagando e andando se estou velha ou não pra qualquer coisa. Os 30 são apenas uma questão de meses, mas me sinto melhor que muita garotinha de 15. Não tenho grilos, não tô nem aí pro que os outros falam de mim, se estão olhando e comentando, só podem estar com inveja. Olhem à vontade. Como me disseram outro dia (e adorei): "Ema, ema, ema, cada um com seu problema".
Tô feliz, tô de bem comigo (não passei no concurso, mas tudo bem, existe vida após o não-passsar em um concurso), tô amando e sou amada, não estou cercada de falsos amigos (pelo menos se são falsos, fazem um ótimo teatro) e agora ainda tenho meu All Star.
Se as pessoas se contentassem com as pequenas coisas da vida, enxergassem a grandeza dos momentos que passamos com quem gosta da gente, aproveitassem a vida e tirassem tudo que tem de bom dela, ao invés de querer sempre mais, reclamar de tudo e de todos (ainda reclamo do quatro dedos porque não votei nele).
CARPE DIEM, meus amigos.

NOTA: se algum engraçadinho que vier me dizer que All Star é coisa de Viado Emo, já respondo que isso é uma tendência oitentista e essas criaturas ainda estavam nos ovários das suas mães e nos sacos de seus pais e se eles soubessem que seus filhos seriam assim, pensariam duas vezes antes de virar os olhinhos. Mas tudo bem, eu sou mais eu.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Concursos Públicos

Esse fim de semana saí da paz do meu lar na minha cidadezinha do interior pra encarar a capital Belzonte pra fazer uma prova de concurso. Já perdi a conta de quantos já fiz, mas não estou fugindo à regra. Felicidade de brasileiro é prestar concurso público, trabalhar pro governo é o melhor emprego que podemos ter, mamar nas suas tetas até a aposentadoria é uma idéia que agrada e muito. Aliás, o brasileiro adora uma sombra e água fresca. Se o governo empregasse todo mundo, todo mundo iria querer trabalhar, não interessa fazendo o que, o que interessa é receber uma boladinha boa seja da prefeitura, governo estadual ou federal até o fim da vida. Como eu disse, não fujo à regra, gostaria (e muito) de ficar de boa pro resto da vida, pode dizer que sou folgada e tal, não ligo, sou mesmo folgada, mas sou brasileira, e todo brasileiro nato é folgado por natureza, é nossa herança genética.
Mas falando de cidade grande, não gosto muito delas, prefiro a paz bucólica, pouca gente, ruas fáceis de se atravessar, coisas do tipo, gente normal nas esquinas. Não nasci pra cidade grande não, acho que sou tranquila demais, não gosto de correrias, apesar que sou meio hiperativa, não consigo ficar parada, mas faço tudo com calma e tranquilidade. Tá bom, eu assumo, eu me identifico com o Ligeirinho (aquele esquilinho muito massa do filme Deu a Louca na Chapeuzinho, recomendo a todos esse filme) e assim como ele, não faço uso de cafeína, se fizesse, coitados daquele que me cercam. Uma NinjA hiperativa já é meio demais, uma NinjA hiperativa que
consumiu café é altamente perigosa.
Bom, vou ficando por aqui, me desejem sorte, pois esse é o último concurso que faço... esse ano.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Ai que calor!!!

Sei que outro dia mesmo estava fazendo um frio de rachar, mas como o clima no nosso amado 3º planeta está mais doido que eu, agora está um calor de rachar.
Tudo dá preguiça, a vontade que se tem é de ficar tranquilamente numa piscina tomando suco bem gelado ou sorvete sem parar e não fazer mais nada. Até sonho com essa piscina, água geladinha batendo na bunda, ficar lá até a pele enrugar e ficar parecendo uma velha de 80 anos. Não seria nada mal.
Uma chuvinha vinha bem a calhar agora, não aquela chuva forte que cai bem na hora da gente sair do trabalho e não pára até a gente chegar em casa (isso é marcação de São Pedro), mas aquela mansinha, gostosa, daquelas boas de se namorar e/ou comer pipoca vendo um filme legal. Falando em filme, acho que até um filme com bastante água refrescaria agora, algo como Titanic, Navio Fantasma ou Enchente (acho que é esse o nome mesmo, um com o Morgan Freeman que passa sempre no SBT).
Mas a melhor parte é o sorvete. Pode até ser aquela porcaria de máquina que custa R$ 1,00. Dá pra quebrar um galho e refrescar temporariamente.
Vou parar por aqui, falar dessas só me fez sentir mais calor...

sábado, 11 de outubro de 2008

Dia do Desespero

Hoje é Dia do Desespero, um dia que vem antes do Dia das Crianças. Hoje é dia de pai e mãe, tia(o)(s), avós e avôs saírem feito loucos atrás de brinquedo pros moleques. As lojas de brinquedo e os "1,99" cheios de gente desesperada, menino berrando, vendedor a beira de um ataque de nervos, pais sem saber como controlar seus rebentos que não se decidem e que por eles levariam toda a loja.
Ah, os pequenos. Quando crianças muito pequenas não tem a menor noção do que querem, normalmente os maiores e mais coloridos. Se já são "mocinhos" ou "mocinhas", aquela terrível fase dos 7 aos 10, em que a criança ainda não tem noção de valores financeiros achando que seus pais são ricos e já estão crescidinhos o suficiente para querer o presente mais caro de última geração que viram na propaganda da TV ou um eletro-eletrônico (as coisas evoluíram!), a coisa muda de figura. Tem que se ter paciência, mas muuuuuuuuuuuita paciência mesmo. Mas o pior de tudo são os pré-adolescente que ganham presentes e acham ruim dizendo que não são mais crianças. Vai entender.
Não tenho filhos, mas pretendo tê-los, só que quando os tiver jamais deixarei nada pra última hora e o principal, eu só vou levá-los se sua natureza for igual à minha, ou seja, quero aquilo então é aquilo, não fico indecisa em nada. Pode parecer duro, mas é a verdade.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Tô na área

Agora voltei mesmo.
Não aconteceu muita coisa esses dias, só eleições, queda das bolsas, alta do dólar, crise financeira americana, Chávez sempre fazendo barulho, LHC parado, novo acordo sobre a língua portuguesa, ou seja, coisas triviais... Brincadeira, gente. Tem coisa demais acontecendo, o tempo não pára (eu acho que isso perdeu o acento).
Mas o que mais está perto do meu universo, ou seja, minha pequena e longínqua cidadezinha interiorana mineira (uai, sô), foi o processo eleitoral, ou melhor "as eleição". Deixando bem claro que não gostei dos resultados, mas fazer o que, né, o tal voto obrigatório faz com que as pessoas votem em qualquer um e como se diz, a vontade do povo é a tal da democracia.
Mas a melhor parte é o silêncio que reina novamente nas ruas. Quanto a isso não tem nada melhor. Trabalho no centro (agora mais no centro ainda) e é ônibus e carro o dia inteiro, mas isso juntamente com propaganda política em carro de som com aquelas músicas chatas e repetitivas e paródias igualmente chatas (Ado-aado, meu voto é no Garrado / O povo vota no Garrado) não é possível, por mais paciente que uma pessoa possa ser, ela perde a paciência com tanta falta de noção de ridículo. No sábado antes das eleições o caos se estabeleceu. Carros de som por todas as vias, santinhos e cartas empesteando nossos quintais e ruas, candidatos no corpo-a-corpo por todos os lados. Terrível.
Ainda bem que podemos respirar mais tranquilos agora, isso é, até janeiro, e vamos torcer pra que as coisas sejam positivas apesar dos pesares.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

De volta

Galera, novamente peço desculpas pelo meu sumiço do blog. É que esses dias ando meio enrolada, emprego novo, estudando adoidada pra concurso público, entre outras coisas.
Prometo que assim que minha vida voltar ao próximo da normalidade (isso é quase impossível) eu volto com força total às minhas divagações.
Beijos a todos que não me abandonam.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

10 coisas

Pra começar bem a semana, só um textinho pra refletir:

Dez coisas que todos deveriam aprender...
1. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.
2. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria "reuniões".
3. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".
4. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.
5. Não se deve nunca confundir sua carreira com sua vida.
6. Ninguém liga se você não sabe dançar bem. Levante e dance.
7. A força mais destrutiva do universo é a fofoca.
8. Se uma pessoa é boa com você, mas, grosseira com o garçom, não é uma boa pessoa.
9. Seus amigos de verdade te amam de qualquer jeito.
10. Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

O Cavalo Branco de Napoleão

Qual seria a cor do cavalo branco de Napoleão? Segundo consta, parece que não era branco e muito menos um cavalo e sim uma mulinha. O mesmo dizem de Dom Pedro I quando deu o famoso grito da Independência. É incrível como o ser humano insiste em sempre dourar a pílula.
Está certo, tem hora que a vida é tão sem graça que fazer alguma coisinha pra enganar o cérebro e fazer com que a rosa fique mais vermelha, o açúcar mais doce e o Michael Jackson mais macho, não pode ser tão ruim. Pra nós, brasileiros, seres incríveis que não desistem nunca, é até legal. Falando nisso, brasileiro parece ser tudo alienígena, somos completamente diferentes do resto da população mundial, ou somos aliens ou somos uma espécie a parte.
Apesar das dificuldades do dia-a-dia, preços altos, ralação todo dia, presidente quatro-dedos, novela da Globo, não custa nada tentar ser feliz. E daí se o emprego de empregada doméstica ou boy não presta? Diga que é secretária administravia de bens móveis de terceiros ou responsável técnico de serviços de base da empresa. A escola está um saco e o professor é um pé no saco? Esforce-se nos estudos, amanhã poderá ter um emprego melhor do que o do seu professor mala e na melhor das hipóteses pode se encontrar com ele e jogar isso na cara dele hehe.
O que eu acho que esse lance de fazer parecer que as coisas são melhores é até legal, até certo ponto, não podemos deixar a vida inteira se tornar uma mentira cor-de-rosa (ou azul, mesmo porque eu odeio cor-de-rosa).
Mas é sempre bom manter a cabeça nas nuvens e os pés bem firmes no chão, isso ajuda a enfrentar o dia-a-dia.

PS: Amanhã vou fazer um teste de emprego, só espero que dê certo. Vou lá e ver no que dá. Me desejem sorte.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Cultura Pop

Bom, já disse que trabalho numa gráfica, certo, consequentemente, passam alguns livros pelas minhas mãos, aliás, nesse caso, pelo meu PC e que depois vai para as máquinas de impressão. Mas convenhamos, tem gente que escreve qualquer m*** e se acha escritor.
Livros de poema principalmente. Acham que escrever 3 ou 4 linhas com um sentido duvidoso, só porque tomaram um prozac a mais ou um baseadinho extra, que aquilo é poesia. A tal veia artística que pensam que tem não passa de uma variz artística com sério risco de se tornar uma trombose, se é que já não é.
A tal cultura pop cria pseudo-artistas e bichos-grilos que depois de ouvir bandinhas estranhas com um som estranho como Franz Ferdinand ou Placebo, ou ainda assistir filmes europeus sem pé nem cabeça premiados no Festival de Praga, pensam que tudo é arte. Jogar um monte de esmalte de unha de várias cores sobre uma tela é arte (é um protesto contra a ditadura da moda), escrever sobre cães que dormem em leitos de cristal (???), fazer uma música com instrumentos alternativos como os sons do Windows, tudo isso é arte para eles. Longe de mim querer criticar (hehe), mas sabem que não perdoo (aqui tem acento ainda ou só tem um O? Ahhhh, desisto) ninguém ("O papa é pop, o pop não poupa ninguém).
Não tenho amigos assim (ainda bem), pois não tenho saco pra aguentar os papos. Meus únicos dons artísticos são o crochê, escrever (principalmente críticas e histórias de terror), arte final (panfletos, cartazes, cartões de visita, etc - sempre me perguntam em que trabalho e ao dizer arte final me fazem aquela carinha de "what-a-fuck?" e perguntam o que é) e culinária. Prefiro continuar assim, ouvindo meu heavy metal, hard rock e o dia que estou querendo ficar zen, um blues.
Mas para os bichos-grilos de plantão, continuem assim, não faltam gente como vocês no mundo para se entenderem...

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Fim do mundo

Depois do fim de semana, numa segunda-feira que transcorre chata e sem graça, posso me dar ao luxo de viajar na maionese, já que não posso ir pra uma ilha paradisíaca do Caribe, a maionese é meu único destino.
Semana passada, na quarta-feira, foi posto em funcionamento o LHC (Large Hadron Collider, o super ultra mega bem-dotado gigantesco acelerador de partículas da Organização Européia para Pesquisas Nucleares - o Cern) que pra quem não sabe é formado por um anel de 27 km de circunferência, dentro do qual aglomerados de prótons serão acelerados a 99,99% a velocidade da luz (os prótons, para quem não se lembra, são aquelas partículas de carga positiva que ficam dentro do núcleo dos átomos, agarradinhos com os nêutrons). Isso é tão veloz, mas tão veloz, que, quando a máquina estiver funcionando a todo vapor, cada próton dará 11 mil voltas por segundo no anel. Dá para imaginar o que é isso? Eu não consigo e olha que minha imaginação é bastante ampla. Com esse brinquedinho de 8bilhões de dólares, querem gerar um novo Big Bang (aquela explosão que deu origem ao universo) encontrando a tal "partícula de deus". Mas isso pode criar buracos negros, mas os cientistas envolvidos (até mesmo Stephen Hawking) acreditam que eles serão tão pequenos que desaparecerão em seguida. (Ia colocar uma imagenzinha do bichinho aqui, mas se for no Google e mandar pesquisar LHC, um monte de imagens bastante interessantes irão aparecer.)
Agora vem as coisas que não divulgam muito, o sistema já foi invadido por hackers gregos, ovnis foram avistados sobrevoando o "experimento", uma menina indiana se suicidou achando que o mundo ia acabar... Vai entender.
Agora sim, deixemos os fatos e vamos ao nosso tour pela maionese.
Se essa coisa realmente der certo, as pobres partículas forem aceleradas até se chocarem, o que evita que um novo universo seja criado? E o pior, o que garante que o nosso não vai ser destruído ao ser criado um novinho em folha? E se for criado um universo paralelo? Uau... Universos paralelos... Tudo muito sinistro...
Fico imaginando as possibilidades da gente ter que conviver com criaturas estranhas, viagens a universos gêmeos, turismo universal... putz, ia ser bastante lucrativo.
Como esses caras sabem que o Big Bang foi uma explosão repentina, não um movimento lento e gradativo e enquanto acharem que só conseguiram um mini bang, quando na realidade era um big bang e a coisa vai crescer...
Dá o que pensar.

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Emeio

Ultimamente anda difícil receber um e-mail que preste e ter o prazer de encaminhá-lo. A cada 20 e-mails recebidos, 10 são spam de pessoas/empresas que nunca ouvimos falar fazendo propaganda de Viagra, 3 são newsletters que a gente já assinou em algum momento de nossas vidas, 5 são aqueles e-mails chatos com apresentação em power point ou correntes, 1 é vírus e 1 ainda presta.
Não adianta filtros de spam, sempre tem um que dá uma de espermatozóide e consegue penetrar na nossa caixa de entrada, os spammers tentam de toda maneira burlar o filtro e escrevem a palavra Viagra de trocentas maneiras diferentes. Não sei porque tamanha insistência, ainda está por vir alguém tão idiota a ponto de abrir um por um desses spams e ler todo o conteúdo, ou seja, o cúmulo da falta do que fazer. Um filtro que acho bastante interessante e eficiente é o do Gmail. Mas o que enche o saco são os scams, pra quem não sabe, são aqueles e-mails que te pedem dados ou passam links suspeitos, sempre em nome de alguma instituição séria e esses links levam a downloads de programas não muito legais e que vão f*** com seu pc e se tiver senhas e números de contas bancárias, f*** com sua vida também. Portanto, cuidado! Esses scams são muito bons para pegar usários novatos que acabaram de comprar seu lindo pc nas Casas Bahia ou outra semelhante a 24 prestações bem suaves, quando acabar de pagar, o bichinho já estará mais do que ultrapassado.
Agora convenhamos, Power Point é legal, é bonitinho, dá pra fazer umas apresentações legais pra apresentar um trabalho na escola, na facul ou no trabalho, é uma mão na roda com certeza, mas a partir do momento que cai em mãos erradas e se transforma numa máquina de fazer e-mails chatos com musiquinhas de fundo de dar sono, com belas imagens (nisso vamos concordar) ou não, com um textinho tentando te ensinar uma lição qualquer, isso enche o saco até ele transbordar. Já aviso para os meus amigos que leem esse blog e insistem me enviar esse tipo de coisa QUE EU SÓ VEJO O PRIMEIRO SLIDE POR CURIOSIDADE SE O TÍTULO PARECE LEGAL, CANCELO A APRESENTAÇÃO E APAGO EM SEGUIDA, OU APAGO SEM VER MESMO. Nada pessoal. Correntes eu apago sem ler e muito menos encaminho. Nem adianta. Até piadas! Custa digitar a piada bonitinha, parágrafo após parágrafo? Não! Tem que montar uma aprensentação com cores berrantes e um personagem de desenho animado rindo no final. Ninguém merece...

Recomendações: para e-mail, uma ótima pedida é o Gmail, mas como tem que ser convidado, quem não tem quem o convide, tenta o Gawab, um site árabe, só exige um pouquinho de inglês, mas nada que atrapalhe, ambos tem um ótimo filtro de spam, além do tamanho, que é bastante útil. Outro que não anda deixando a desejar é o Hotmail. Um site bastante interessando é o Quatro Cantos, tem uma sessão de Pulhas Virtuais (clique aqui para acessar) que tem umas matérias bastante interessantes sobre esses e-mails que inundam nossas caixas de mensagens.

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Deus Google - parte 2

Sei que estou meio atrasadinha pra falar disso, mas antes tarde do que nunca. O Google (leia-se: 90% da internet) completou 10 aninhos de vida por esses dias, pra quem começou num quartinho de universidade e depois seguiu para uma garagem e ser o que é hoje, até que estão muito bem. Só o que me incomoda é que cada vez mais nossa vida depende da grande rede, tanto para diversão, contatos com parentes e amigos, trabalho, informação, etc, e, proporcionalmente, cada vez mais o Google toma conta da internet. Parece que a qualquer momento estou vendo a manchete "Google altera seu nome para Matrix" ou "Google altera seu nome para Cyberdine". Totalmente sinistro. Mais sinistro ainda seria a manchete "Google compra a Microsoft", apesar que isso não está muito longe de uma realidade possível.
Parabéns ao Google e que ele tenha muitos aninhos de vida para terminar de conquistar o mundo.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Festa de Criança

Tem coisa mais louca do que festa de aniversário de criança? É pai/mãe na manguaça, criança correndo pra lá e pra cá, ataque aos docinhos, etc.
Tudo começa bem, as mães e/ou os pais chegam com suas pequenas crias, eles estão meio acanhados e civilizados, logo arrumam um lugarzinho pra se sentarem e tomar uma cervejinha básica, enquanto o pequeno rebento localiza um semelhante, daí começa a correria. Eles correm pelo simples prazer de correr, sem nenhum objetivo plausível, lógico que nessa correria, derramam refrigerante por todo o piso, pedaços de comida (normalmente salgadinho, pois os doces e o bolo estão sãos e salvos até o momento do "Parabéns pra você"). Logo temos uma legião de diabinhos atropelando tudo e todos que encontram pela frente.
É tudo sempre igual, não interessa se é festa de pobre ou rico (só altera o local, que pode ser a varanda de casa - ou a laje - ou ainda um clube bem chique alugado, e a qualidade dos comes e bebes - salgadinho de quinta ou canapés). Quando os donos da festa veem (assassinaram o acento que estava aqui, anem) que seu adorável rebento mostra sinais de cansaço depois de receber tantos presentes e mimos das tias e de gente que ele nem imagina quem seja, é hora dos parabéns. A molecada se junta ali perto da mesa onde se encontra o bolo e os docinhos, até babando, cantam os parabéns pra você, o pirralho sopra a velinha, se puder, e a festa encaminha para os seus momentos finais. A garotada praticamente estupra a mesa de doces, ceifando aos punhados brigadeiros, olhos-de-sogra, docinhos de leite ninho, cajuzinhos, etc enquanto os adultos partem o bolo, fatias tão finas que mal dá pra um adulto normal consumir e se sentir satisfeito. Por fim, a galera começa a ir embora levando algum pratinho com alguma coisa dentro (normalmente um pedaço maior de bolo, um monte de docinhos e salgadinhos), o moleque levando um monte de balões, enquanto que os remanescentes são terrívelmente destruídos por uma horda de crianças alucinadas numa violência insana. Algum tempo depois (pouquíssimo tempo mesmo), mais gente vai embora e crianças são carregadas enquanto dormem.
No final de tudo, sobra aquela tia gorda que insiste em não ir embora, ou os pais no truco, o cenário da festa totalmente destuído, a decoração destroaçada, pedaços de comida, papéis de docinhos e copos descartáveis espalhados pelo chão. E os pais rezando para que o próximo ano demore a passar.

Séssetembro

Ontem de manhã fui assistir ao desfile de séssetembro. Moro em uma cidade pequena, não temos aqueles desfiles bonitos cheios de forças militares e tal, daí, vem o tal jeitim. Até farmácia (com seus respectivos funcionários) e auto-escola (também com seus respectivos funcionários) desfilaram. Pergunto: tudo isso só pra encher linguiça (que saudade do trema...)? Já não basta aquele bando de moleque desfilando (aliás, dançando como se estivessem ao som da timbalada) pra dar um "enchimento" entre os desfiles da polícia militar, dos bombeiros e do tidiguerra? Agora a coisa descambou pro comercial. Vai entender.
Esse ano ainda sobraram três pracinhas da 2ª Guerra que desfilaram junto às forças do exército (leia-se: Tidiguerra), vamos ver no ano que vem se sobra mais algum, mas me parece que no ano passado haviam mais...
E ainda bem que no ano que vem vai dar na segunda-feira hehe.

domingo, 7 de setembro de 2008

Semana da Pátria

A semana da pátria está mais do que parada esse ano, motivo: o tal 7 de Setembro não cai durante a semana e então não é feriado. Coisa mais sem graça.
Neste dia em 1822, Dom Pedro I, montado em seu glorioso cavalo branco, bradou a plenos pulmões "Independência ou Morte" às margens do Riacho Ipiranga e nos tornou livres de Portugal. Fala sério. Essa pataquada toda com Independência, Dom Pedro, Grito do Ipiranga, nada me convence. Dizem que ele estava com um piriri daqueles e saiu detrás da moita só pra subir no seu jumentinho e dizer aos emissários que ele estava se vendo livre dos portugueses, mas mesmo assim, algum tempo depois mandou a própria filha pra se casar com seu irmão pra não perder o trono portuga também, mais tarde ele próprio foi pra Portugal deixando seu filhote menor de idade pra ser rei e ele foi cuidar de mais um reino. Sujeitinho ambicioso esse.
Mas pergunto, o Brasil ficou livre de quem? Talvez do vínculo português, mas a Inglaterra, a toda-poderosa, a bola da vez, mandava e desmandava aqui e hoje quem faz isso é o EUA.
Poxa, por que um país tão bonito, tão rico, tão bom pra se morar, virou essa m* danada? A gente tinha tudo pra dar certo, mas a nossa história condena. Adoro história, era minha matéria favorita na escola, mas sempre discordei dos livros, não tinha como as coisas serem tão perfeitinhas. Coisa perfeitinha é em novela e filme.
Pra variar, a Globo até que faz alguma coisinha que presta de vez em quando, uma delas foi O Quinto dos Infernos, apesar do tom de comédia (além do mais perdi algumas partes), mostrava bem um lado do rei que não conhecíamos.
Enfim, acho que o Brasil não tem muito o que comemorar. Teria se fosse feriado...

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Quarta-feira

Hoje tô com preguiça, admito. Quarta-feira, meio da semana, as energias que não começam nada boas na segunda começam a decair pra se extinguirem na sexta. Mas nota-se que essa falta de energia só se aplica ao trabalho. Tenho certeza que se estivesse em uma praia paradisíaca do Caribe ou uma pousadinha no interior de Minas, estaria pronta pra agitar o dia inteiro (nota: agitar em locais como esse quer dizer dormir a manhã inteira, almoçar do bom e do melhor, fazer uma trilha ou dar uma "nadada" a tarde, depois da sesta, dormir mais um pouquim pra curtir a noitada, para alguns, dar uma pescada, azarar alguém caso esteja sozinho, ou se não estiver também, né hehe).
A quarta-feira é um caso sério. Para os pessimistas a semana ainda está no começo e para os otimistas já está quase acabando. É aquela coisinha, aquele diazinho chato entre a segunda e a sexta, não fede nem cheira, faz com que a terça e a quinta sejam apenas um detalhe no calendário. Quarta é dia de futebol na Globo. Não que eu goste, por mim, a Globo nem existia. Costumava ter filme legal na Record, agora é na quinta (amanhã tem O Filho de Chuck, ótimo filme sobre os valores da família e o amor entre pais e filhos).
A quarta-feira era chamada, pelos romanos, de "dies Mercurii" em homenagem a Mercúrio, deus grego da velocidade e mensageiro dos deuses, ou seja, quando chega a quarta, o resto da semana chega rapidinho. Pelo menos o "dies veneris" (dia de Vênus - deusa do amor) - a tão amada sexta-feira - chega mais rápido.
Ah, e outra, quarta-feira ainda está bem longe da próxima segunda...

Respostas para aquelas perguntas

Um sociólogo, formado pela UERJ, fez uma coisa que poucas pessoas imaginam que um sociólogo pudesse ser capaz: responder perguntas! Sabe, aquelas perguntas bestas que algum desocupado fez circular na Net? Pois é, outro desocupado nerd, ou melhor, um sociólogo resolveu responder (ACREDITE)!!!

01. Porque laranja chama laranja e limão não chama verde?
PORQUE LARANJA VEM DO ÁRABE "NARANDJA" E LIMÃO VEM DO PERSA "LAIMUM": SÃO DE ORIGENS DIFERENTES. ALÉM DO MAIS, A COR RECEBEU O NOME DA FRUTA E NÃO O CONTRÁRIO.

02. Porque lojas abertas 24 horas possuem fechadura?
PORQUE ELAS FECHAM EM FERIADOS E DIAS SANTIFICADOS.

03. Porque "separado" se escreve tudo junto e "tudo junto" se escreve separado?
PORQUE "SEPARADO" É UM ADJETIVO E "TUDO JUNTO" É UM PRONOME INDEFINIDO ASSOCIADO A UM ADJETIVO.

04. Porque os kamikazes usavam capacete?
PORQUE NO CÓDIGO DE HONRA DA AERONÁUTICA, O CAPACETE FAZ PARTE DO FARDAMENTO, QUE É A IDENTIDADE DA CORPORAÇÃO.

05. Porque se deve usar agulha esterilizada para injeção letal em um condenado a morte?
PORQUE OS CONDENADOS A MORTE ESTÃO SOB A SUPERVISÃO DA ANISTIA INTERNACIONAL, QUE CONFERE AOS PRESOS CONDIÇÕES HUMANITÁRIAS
MÍNIMAS.

06. Quando inventaram o relógio, como sabiam que horas eram, para acertá-lo?
ELE FOI ACERTADO ÀS DOZE HORAS, QUANDO O SOL ESTAVA EM PERFEITA PERPENDICULARIDADE COM A TERRA.

07. Como que os cegos sabem quando terminaram de se limpar quando estão no banheiro?
OS CEGOS TÊM A PERCEPÇÃO DO TATO MUITO MAIS AGUÇADA QUE OS QUE TÊM VISÃO, E ELES PERCEBEM QUANDO "TUDO" ESTÁ OK!

08. Para que serve o bolso em um pijama?
PRÁ GUARDAR A DENTADURA, ESQUENTAR A MÃO ENQUANTO SE VÊ TELEVISÃO...

09. Porque os aviões não são fabricados com o mesmo material usado nas suas caixas pretas?
PORQUE A CAIXA PRETA É FEITA COM UM METAL DE ALTA DENSIDADE (MISTURA DE FERRO, DÊNIO, SÍLICA E TUNGSTÊNIO), E SE O AVIÃO FOSSE FEITO DESSE MATERIAL ELE NEM SAIRIA DO CHÃO, DE TÃO PESADO.

10. Por que o Pato Donald depois do banho sai com uma toalha em volta da cintura, se ele não usa short no desenho?
PRÁ QUE A ÁGUA DO BANHO NÃO ESCORRA PELO CHÃO, E A MARGARIDA NÃO FIQUE ENCHENDO O SACO DELE!

11. Se o super-homem é tão inteligente, porque usa a cueca por fora da calça?
BEM... COISA DE VIADO, NÃO SE DISCUTE!!!

12. O Pluto e o Pateta são cachorros, certo? Por que o Pateta fala e o Pluto não?
PORQUE O PATETA PERTENCE À ESPÉCIE CANIS ERECTUS.

13. Por que tem gente que acorda os outros para perguntar se estavam dormindo?
POR EDUCAÇÃO.

14. Por que os Flintstones comemoravam o Natal se eles viviam numa época antes de Cristo?
POR UMA QUESTÃO DE ARQUÉTIPO: QUEM CRIOU OS FLINTSTONES NASCEU DEPOIS DE CRISTO.

15. Por que os filmes de batalhas espaciais têm explosões tão barulhentas se o som não se propaga no vácuo?
PORQUE AS EXPLOSÕES ACONTECEM DENTRO DAS NAVES QUE TÊM AR, E O SOM NASCE DA AÇÃO HIPERSÔNICA SOBRE A MATÉRIA DENSA, QUE SE DISSIPA LOGO
DEPOIS.

16. Por que aquele filme com Kevin Costner se chama "Dança com Lobos" se só aparece um
único lobo durante toda história?
OS LOBOS ANDAM EM MATILHA E DEPOIS DO FILME AQUELE LOBO ENSINOU TODOS OS OUTROS A DANÇAR...

17. Se o vinho é líquido, como pode ser seco?
SECO É A PERCEPÇÃO DO TANINO DO VINHO SOBRE A PORÇÃO MEDIANA DA LÍNGUA, QUE TANTO PODE SER SUAVE OU ADSTRINGENTE (É COMO FALAR QUE O
CONHAQUE "ESQUENTA" NO FRIO).

18. Como se escreve zero em algarismos romanos?
EM ROMA NÃO SE CONHECIA O ZERO (POR ISSO AQUELE MONTE DE "PAUZINHOS"). O ZERO FOI UMA INVENÇÃO DOS ÁRABES (AL GEBAR, ÁLGEBRA) QUE FOI TRAZIDA
AO OCIDENTE PELOS MESMOS ROMANOS.

19. Por que as pessoas apertam o controle remoto com mais força, quando a pilha está fraca?
PORQUE O MAU DESEMPENHO DO CONTROLE PODE SER CAUSADO POR UM MAU CONTATO NAS TECLAS, E É UM REFLEXO CONDICIONADO, COMO ACELERAR MAIS QUE
NECESSÁRIO QUANDO SE ULTRAPASSA UMA CARRETA.

20. O instituto que emite os certificados de qualidade ISO 9000 tem qualidade certificada por quem?
PELO "BUREAU VERITAS QUALITY INTERNACIONAL", QUE TEM NO SEU CONSELHO REPRESENTANTE DE VÁRIAS ENTIDADES QUE ATUAM NA ÁREA DE CERTIFICAÇÃO. É
UM MECANISMO REVERSO.

21. Por que quando você pára no sinal vermelho, tem sempre alguém no carro do lado com o
dedo no nariz?
E TEM COISA MELHOR PRÁ FAZER DURANTE O SINAL VERMELHO?

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Chazinho "du bão"

Como já disse antes, ando viciada em chazinho (não é de cogumelo) a noite, antes de dormir e graças a isso estou tendo altos sonhos completamente malucos. Pensei que era somente eu, mas vejo que não. Estou pensando em traficar chazinho, quem sabe...

Pedido de Dispensa do Serviço Militar

Prático, simples e muito fácil de entender.

Venho por intermédio desta, pedir a minha dispensa do serviço militar.
A razão para isso é bastante complexa e tentarei explicar em detalhes.

Meu pai e eu moramos juntos e possuímos um rádio e uma televisão.
Meu pai é viúvo e eu solteiro.
No andar de baixo, moram uma viúva e sua filha, ambas muito bonitas e sem rádio e nem televisão.
O rádio e a televisão fez com que nossas famílias ficassem mais próximas.
Eu me apaixonei pela viúva e casei com ela.
Meu pai se apaixonou pela filha e também se casou com esta .
Neste momento, começou a confusão.
A filha da minha esposa, a qual casou com meu pai, é agora a minha madrasta.
Ao mesmo tempo, porque eu casei com a mãe, a filha dela também é minha filha (enteada).
Além disso, meu pai se tornou o genro da minha esposa e minha esposa é sogra do meu pai.
A minha esposa ganhou recentemente um filho que é irmão da minha madrasta.
Portanto, a minha madrasta também é a avó do meu filho, além de ser seu irmão.
A jovem esposa do meu pai é minha mãe (madrasta), e o seu filho ficou sendo o meu irmão.
Meu filho é então o tio do meu neto, porque o meu filho é irmão da minha filha (enteada).
Eu sou, como marido de sua avó, seu avô.
Portanto, sou o avô de meu irmão.
Mas como o avô do meu irmão também é o meu avô, conclui-se que eu sou o avô de mim mesmo.
Portanto, Senhor Oficial, eu peço dispensa do serviço militar baseado no fato de que a lei não permite que avô, pai e filho sirvam ao mesmo tempo.
Em caso de dúvida, releia o texto várias vezes ou tente desenhar um gráfico para constatar que o meu argumento realmente está inteiramente correto.

(a.) Avô, pai e filho.

Campanhas Eleitorais na TV

Quem assiste TV, mesmo com pequena frequência, já deve ter visto a campanha do governo que rola em todos os intervalos.
Tudo começou bem, aquele cara tentando ver o cometa, mas por uma coisinha atoa perde o lance, adorei, ficou bastante criativa e legal. Depois foi a vez do cara esperando o trem passar e também por uma bobeirinha, acaba perdendo. Depois mais quatro campanhas, o da abelha no ouvido, a mulher que anda em círculos, o cara triste com o toque do celular e o sapateador. Foi quando a coisa descambou, ficou chata e está torrando o saco. Ninguém aguenta mais essas porcarias na TV, até o cometa que era legal, ficou um pé no saco. Já não bastasse suportar essas criaturas toscas, o governo não está ajudando com essa campanha.
A próxima poderia ser assim: um dia começou a passar na TV essas propagandas e toda vez que passava, dava vontade de jogar o controle na televisão, durante quatro anos... isso é muito tempo.

Mudando de assunto, mas nem tanto, tem um site na net chamado Pérolas Políticas, que é muito legal. Passem para dar uma conferida, tem cada figuraça que a gente realmente tem certeza que cara de pau é igual ao Papai Noel ou presente do dia dos pais proveniente de filho de prostituta.

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

E-Macumba

Tem um site na net chamado Macumba Online (www.macumbaonline.com), onde prometem fazer uma macumba para conseguir o que quiser.
Não é brincadeira, o site existe e está no ar, eles prometem de tudo, desde casar, dar caganeira, trazer saúde e emprego, passar de ano, foder com a vida alheia, trazer de volta a pessoa amada, etc. Se for fazer a macumba para sacanear com alguém tem que fornecer o nome e o endereço do mesmo, pois ele será avisado, via e-mail, que foi macumbado.
Tem doido pra tudo mesmo...

Modus Operandi do Mineiro

Minerim de verdade vive em Minas, não vai pra outro lugar não, só se for a passeio. Pode até ser encontrado em ourtos estados e até outros países, mas não deixa de ser mineiro nunca!
Ser mineiro é comer quieto, caladim, só abrir a boca quando realmente precisa, ser desconfiado e falar aglutinando as palavras ou cortá-las pela metade, tais como:
- lidileite (litro de leite)
- mastumate (massa de tomate)
- dendapia (dentro da pia)
- kidicarne (kilo de carne)
- tradaporta (atrás da porta)
- badacama (debaixo da cama)
- pincumel (pinga com mel)
- iscodidente (escova de dente)
- nossinhora (nossa senhora)
- pondions (ponto de ônibus)
- denduforno (dentro do forno)
- doidimais (doido demais)
- tidiguerra (tiro de guerra)
- dentifrisso (dentifrício)
- ansdionti (antes de ontem)
- séssetembro (sete de setembro)
- sápassado (sábado passado)
- oiucheru (olha aí o cheiro)
- pradaliberdade (praça da liberdade)
- vidiperfume (vidro de perfume)
- óiprocevê (olha pra você ver)
- tissodaí (tira isso daí)
- rugoiais (rua Goiás)
- onquié (onde que é?)
- casopô (caixa de isopor)
- quainahora (quase na hora)
- osturdia (outro dia)
- pronostamuinu (para onde nós estamos indo?)
- nú!!!! (Nossa Senhora do Perpétuo Socorro!!!!)
Podemos até ser ridicularizados quando somos turistas, alguns até tentam enganar, mas minerim é esperto, não dá ponto sem nó e nó muito bem feito. Tenho orgulho de ser de onde sou, mineira de carteirinha.

E pra rir, lá vai umas piadinhas de minerim:

Uma repórter fazendo uma matéria sobre nudez, se depara com um mineiro e pergunta:
-Boa tarde, o que o senhor acha da nudez?
Ele todo entusiasmado responde:
- Nossa dona, nudeiz é bão demais da conta.
-O senhor acha mesmo que a nudez é boa?
- Claro dona. É mió nudeiz do que no nosso né.


Dois amigos, um paulista e outro mineiro estão sentados conversando, quando um diz para o outro:
- Amigo você sabe guardar segredo?
O mineiro responde:
- Claro que sei, pó contar.
E o paulista fala:
- É que eu estou precisando de R$500, 00 emprestado.
E o mineiro diz:
- Não se preocupe, vou fingir que nem ouvi.


Um mineiro pergunta pro outro:
- O que faz mais barulho, uma banda ou uma bunda?
- Uma banda, é claro.
- Não.
- Por que?
- Porque uma bunda tem duas bandas e um cujuntinho.

O mineirinho comprou um sitio no interior, com aquele matagal, uma sujeira enorme. Em pouco tempo limpou tudo, fez um chiqueirinho, um galinheiro, pintou os caules das arvores de branco, enfim deixou aquele brinco, tudo bem ajeitadinho. O padre da cidade, passando pelo local, viu aquilo e crescendo o olho, parou pro cafezinho.
- Uai, mais que belo trabalho oceis fizeram aqui, sô
- Oceis, oceis quem, exclamou o mineirinho.
- O senhor e Deus, respondeu o padre.
- Ah, falou o mineirinho. Mas o senhor precisava ver, quando ele cuidava daqui sozinho.

Um mineiro chega num restaurante de beira de estrada e lê o anúncio:
Pão De Queijo-0, 40
Café-0, 30
Punheta-10, 00
Então o mineiro vê uma loira gostosa pra caramba, com um par de peitos gigantescos e pergunta:
- Ocê que é a moça da punheta?
E ela toda oferecida diz:
- Pois não?
- Ocê pode lavar a mão e pegá 2 pão de queijo pra mim?

Sapassado, era sessetembro, taveu na cuzinha tomando uma pincumel e cuzinhando um kidicarne cumastumate pra fazê macarronada cum galinhassada. Quascaí de susto quanduvi um barui vinde denduforno parecenum tidiguerra.
A receita mandopô midipipoca denda galinha prassá. O forno isquentô, o mistorô e o fiofó da galinhispludiu! Nossinhora! Fiquei branco quinein um lidileite. Foi um trem doidimais! Quascaí dendapia! Fiquei sensabê doncovim, noncotô, proncovô.
Ópcevê quilocura! Grazadeus ninguem semaxucô!

Um mineirim tava no Rijaneiro, abismado côas praia, pé descarço, sem camisa, aquele carção Naique sem cueca. Os cariocas zombando, contando piadas de mineiro. Alheio a tudo, o mineirim olhou pro marzão e num se agüentou: Correu a toda velocidade e deu um mergúio, deu cambaióta, pegou jacaré e tudo o mais.
Quando saiu, o carção de ticido finim tava transparente e grudadim na pele. Todos na praia tavam olhando pro tamanho do pinguelo que mineirim tinha.
O bicho ia até pertim do juei. A turma nunca tinha visto coisa igual. As muiés c`um sorrisão, os homi roxo dinveja, só tinham olhos pro bixo. O mineirim intão percebeu a situação, ficou todo envergonhado e gritou:
- Que qui foi, uai?! Vão dizê qui quando oceis pula n`água fria, o pintim dôceis num incóie?

No interior de Minas a viuva inconsólavel velava o marido, muito querido na cidade. As lágrimas escorriam e ela com o rosto todo molhado, levanta a saia para secar o rosto na barra da saia, vira-se para o amigo e indaga aos prantos: Ah cumpadre existe desgraça maior do que essa? E o cumpadre responde: Só de vaca cumadre, só de vaca.

O mineirinho chega no ponto do ônibus e encontra o compadre, com o qual havia combinado uma pescaria...
- Ô cumpadre, prá mode que cê tá levando esses dois emborná?
- Ah, cumpade, é que eu tô levando uma pinguinha!
- Mais nóis num tinha combinado que não ia mais bêbê, cumpadre?
- Combinamo sim, cumpadre. Mas sabe o que é....? E se di repente nóis tá pescando, e aparece uma cobra e pica um de nóis dois. Daí nóis passa pinga onde a cobra mordeu e toma um gole pra aliviá a dor.
- Tá bão, cumpadre, ocê me convenceu. Mais vem cá, e no outro emborná, o que cê tá levando?
- É a cobra, cumpadre! Pode ser que lá num tenha, né ...

Tá lá o velho mineiro morrendo. De repente, ele chama o filho e diz:
- Meu filho, tô sentindo um cheiro de pão de queijo...
- Mas é pão de queijo mesmo pai.
- É sua mãe que tá fazendo, filho?
- É, pai.
- Ah, meu filho, ninguém faz um pão de queijo melhor no mundo. Que cheirinho bom, meu Deus. Que saudade me dá, meu Deus. Vai lá na cozinha, meu filho, vai. Vai lá e traz uns pães de queijim pra mim.
- To indo, meu pai.
Uns minutos depois, e o rapazinho volta sem pão de queijo.
- Cadê, meu filho?
- Mamãe não quis dar.
- Por quê?
- Ela disse que são pro velório.

Você já ouviu falar do cara que morreu...

- Por causa de latinha ?
Ele foi nadar no mar achando que não tinha tubarão. Mas latinha.

- Por causa de vinho branco ?
Ele foi atravessar a rua e desviou do carro vermelho, mas aí vinho branco.

- Por causa de bom dia ?
Ao atravessar a linha do bonde ele achou que bonde vinha, mas o bom dia.

- Por causa de mamadeira ?
Ele estava passando por baixo de uma construção quando caiu umamadeira.

- Só porque agradeceu ?
Ele estava olhando pela janela com a cabeça do lado de fora quando agradeceu.

- Por culpa da Guiomar ?
Ela Guiomar e atropelou o sujeito.

- Por causa do Reumatologista ?
O cara tinha uma loja e acusou um médico por um crime grave. Aí o Reumatolojista.

A volta dos que não foram II

Já tem um tempo que não falo do Pig Magentha. Ele ainda está vivo, quieto, mas vivo. Por sorte ele não conseguiu mesmo me influenciar, bem que tentou, mas não conseguiu. Eu disse que seria mais forte. Ele está lá no mesmo lugar, só sai pra faxina.
Aquela coisinha fofa e felpuda from hell ficou na dela até que enfim. Fico feliz por isso.
Apesar de não ter mais tempo pra ler (apenas algumas linhas de cada vez), ainda continuo amando Stephen King, ainda continuo vendo filmes de terror, não gosto da HELLo Kitty e nem da Puka, continuo odiando coisas cor-de-rosa e fofinhas, aliás a única coisa cor-de-rosa que eu gosto é yogurte de morango, mas também gosto dos outros.
Falando de yogurte e já mudando de assunto (morra porquinho!! HAHAHAHA), eta coisinha boa é o tal do yogurte. Pra todos os gostos e idades é uma delícia e a despeito de ser tecnicamente um leite azedo com bactérias, sabor de frutas e uma corzinha legal, tá cheio de produtos químicos e sinceramente tenho um pouco de medo de tomar, mas tomo assim mesmo. Na realidade eu amo petit suisse (o famoso danoninho, apesar de ter outras marcas), que na realidade nem é yogurte, é um queijo (desculpem se destruí seus sonhos de infância, mas danoninho NÃO É YOGURTE, É QUEIJO). Outro que amo é o Activia, apesar da propaganda ser muito maluca, tipo, um bando de mulher falando que ele é bom pra fazer cagar porque tem lactobacilos vivos. Nota: bacilos são bactérias, seres vivos formados por uma única célula procarionte (aquela que não tem a proteçãozinha do material genético presente no núcleo celular - nossa, gastei na biologia), essa aí na figura ao lado. Resumindo, a gente ingere coisas vivas que vão se suicidar pra gente "escorregar o moreno na hora do aperto" e com saúde. Mas só gostaria de saber porque não tem homem nessa propaganda. Eles não precisam aliviar-se? Ou homem não tem intestino preso? Ou macho nenhum assume que toma Activia? O mais tosco é aquela animaçãozinha mostrando uma seta pra baixo ou as bolinhas que caem harmoniosamente. Sinistro.
Ainda tem aqueles yogurtes de pobre, feitos num laticínio de quinta e com gosto de algo muito estranho e adstringente ("amarra na boca"), que só filho de pobre gosta, mesmo porque é o que dá pra comprar com um real ou menos, aquele molequinho magrinho, mirradinho, catarrentinho, ganhou um real da mãe ou do pai, ou da tia, vai no botequinho e pede um daqueles e sai chupando aquele saquinho ou garrafinha com cara de mamadeira, tudo rasgado no dente mesmo. Mas fazer o que, o tal petit suisse está pela hora da morte. Ou senão a famosa bandejinha com 6 unidades, baratinha, menos de dois reais, o negócio mais parece uma água rala, os caras parecem que misturam uma bactéria de segunda no leite e um pacotinho de ki-suco para cada 10 litros de leite bacteriano. Pelo menos esse dá pra lamber a tampinha.
Fora o tal yogurte natural, aquele com gosto de coalhada, é até legal com um açúcar pra disfarçar. Muito usado pra fazer bolo também.

Obs.: Eu não tinha mais nada a falar do porquinho cor-de-rosa, mas isso realmente me lembrou o yogurte. Me livrei do Pig Magentha e seu espírito fofo e demoníaco.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Super hits eleitorais

Além da idiotice da TV, a emporcalhação das nossas ruas e até mesmo quintais com os famosos "santinhos", ainda temos que suportar músicas de candidatos.
Elas podem ser:
  • um pagodinho mais sem graça do mundo (não que pagode tenha alguma graça)
  • uma marchinha de carnaval
  • uma paródia do último sucesso feito pro povão
  • alguma coisa com uma letra muito esquisita composta por um zé ninguém na própria cidade e cantada pelo artista municipal mais cotado.
  • um sertanojinho mais tosco
  • entre um ou outra excessão.
É que a situação tá feia pra todo mundo, mas o que esse pessoal que trabalha com carro de som aguenta, não é humano. A gente já acha ruim aquela sonzeira da p** passando temporariamente pela gente, imagine ficar com aquilo repetindo milhares de vezes no seu ouvido. São pessoas fortes, mas depois dessa eu aconselharia a procurar ajuda médica, principalmente psiquiátrica.
E o pior de tudo que essas musiquinhas não saem da cabeça, quando a gente percebe está assobiando/cantarolando a tal, mesmo não sendo a do nosso candidato.
Tem um candidato a vereador na minha cidade, que por sinal é meu vizinho, que é pagodeiro de carteirinha fez a sua propaganda de modo original: um pequeno showzinho, com direito a pagodinho e tudo, assim que terminar as eleições eu vou postar algumas pérolas aqui, afinal, não posso correr o risco de ter meu blog interditado como o SBT em toda eleição.

Como ser educado no trabalho

No lugar de:
Nem fudendo!
Usar:
Não tenho certeza se vai ser possível.

No lugar de:
Tô cagando e andando!
Usar:
Não vejo razão para preocupações.

No lugar de:
Mas que porra eu tenho a ver com esta merda?
Usar:
Inicialmente, eu não estava envolvido nesse projeto.

No lugar de:
Caralho!
Usar:
Interessante, hein?

No lugar de:
Foda-se, não vai dar nem a pau!
Usar:
Há razões de ordem técnica que impossibilitam a concretização da tarefa.

No lugar de:
Puta merda, viado nenhum me fala nada!
Usar:
Precisamos melhorar a comunicação interna.

No lugar de:
Aquele cara é um bunda-mole mesmo!
Usar:
Ele não está familiarizado com a situação.

No lugar de:
Vai pra puta que o pariu, seu viado!
Usar:
Desculpe, senhor.

No lugar de:
Bando de filhos da puta!
Usar:
Eles não ficaram satisfeitos com o resultado do trabalho.

No lugar de:
Foda-se, se vira!
Usar:
Infelizmente não posso ajudar.

No lugar de:
Puta trabalhinho de corno!
Usar:
Adoro desafios.

No lugar de:
Ah, vc deu pro chefe?
Usar:
Finalmente reconheceram sua competência?

No lugar de:
Enfia essa merda no cu!
Usar:
Está muito bom, mas por favor, refaça esta parte do trabalho.

No lugar de:
Ah, se eu pego o filho da puta que fez isso!
Usar:
Precisamos reforçar nosso programa de treinamento.

No lugar de:
Esta merda tá indo pro buraco!
Usar:
Nossos índices de produtividade estão apresentando uma queda sensível.

No lugar de:
Agora fudeu de vez!
Usar:
Esse projeto não vai gerar o retorno previsto.

No lugar de:
Eu sabia que ia dar merda!
Usar:
Desculpe, eu teria avisado, se tivesse sido previamente consultado.

No lugar de:
Cacete, vai sair cagada de novo!
Usar:
Apesar do imenso esforço, teremos outra não conformidade

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Experiência

Um fazendeiro resolveu trocar o seu velho galo que já andava meio borocochô por outro mais jovem, que desse conta das inúmeras galinhas que possuia. Ao chegar o novo galo e percebendo que perderia as funções, o velho galo foi conversar com o seu substituto:

- Ôh, meu! Sei que já estou velho e é por isso que meu dono o trouxe aqui, mas será que você poderia deixar pelo menos duas galinhas pra mim?

- Que é isso, velhote? Vou ficar com todas.

- Mas só duas... Ainda insistiu o velho galo.

- Não! Já disse! São todas minhas!

- Então vamos fazer o seguinte - propõe o velho galo - apostamos uma corrida em volta do galinheiro. Se eu ganhar, fico com pelo menos duas galinhas. Se eu perder, são todas suas.

O galo jovem mede o velho de cima pra baixo e pensa que, certamente, ele não será capaz de vencê-lo.

- Tudo bem, velhote, eu aceito! Vai ser a maior moleza!

- Já que, realmente minhas chances são poucas, deixe-me ficar vinte passos à frente, pediu o galo.

O galo mais jovem pensou por uns instantes e aceitou as condições do velho galo.

Iniciada a corrida, o galo jovem dispara para alcançar o velho galo que faz um esforço desgraçado para manter a vantagem, mas rapidamente está sendo alcançado pelo mais novo. O fazendeiro vê aquela agitação, pega a sua espingarda e atira sem piedade no galo jovem.

Guardando a arma, comenta com a mulher:

- Num tô intendendo, uai! Já é o quinto galo gay que a gente compra esta semana! O filho da mãe largou as galinhas e estava correndo atrás do velho galo. Vê se pode!

Moral da história: NADA SUBSTITUI A EXPERIÊNCIA!

Bula do Homem

Indicações:
Homem é recomendado para mulheres portadoras de SMS (Síndrome da Mulher Sozinha).Homem é eficaz no controle do desânimo, da ansiedade, irritabilidade, mau-humor, insônia, etc.

Posologia e Modo de Usar:
Homem deve ser usado três vezes por semana. Não desaparecendo os sintomas, aumente a dosagem ou procure outro. Homem é apropriado para uso externo ou interno, dependendo da necessidade da mulher.

Precauções:
Mantenha longe do alcance de amigas (vizinhas solitárias, loiras e/ou morenas sorridentes, etc). Manuseie com cuidado, pois Homem explode sob pressão, principalmente quando associado à álcool etílico. É desaconselhável o uso, imediatamente após as refeições.

Apresentação:
Mini, Max, Super, Mega, Plus ou Super Mega Max Plus (ui!!!)

Conduta na Overdose:
O uso excessivo de Homem, pode produzir dores abdominais, entorses, contraturas lombares, assim como ardor na região pélvica.Recomenda-se banhos de assento, repouso, e contar vantagem para a melhor amiga!

Efeitos Colaterais:
O uso inadequado de Homem, pode acarretar gravidez e acessos de ciúmes.
O uso concomitante de produtos da mesma espécie pode causar enjôo e fadiga crônica.

Prazo de Validade:

Composição:

Instruções Para o Perfeito Funcionamento de Um Homem:

1. Ao abrir a embalagem, faça uma cara neutra; não se mostre muito empolgada com o produto. Se fica muito seguro de si, o Homem não funciona muito bem, vive dando defeito.
2. Guarde em lugar fresco( fedorento não dá) e seguro (pois é frágil).
3. Deixe fora do alcance de amigas…
4. Para ligar basta uns beijinhos no pescoço pela manhã, para desligar basta uma noite de sexo, ele dorme como uma pedra e nem dá Boa Noite.
(falta de educação é defeito de fábrica)
5. Programe-o para assinar talões de cheque sem reclamar.
6. Carregue as baterias três vezes por dia, café, almoço e janta, mais que isso provoca pneuzinhos indesejáveis.
7. Em caso de defeito, algumas táticas costumam dar certo:
* esconda o controle remoto da televisão.
* corte o futebol com os amigos no final de semana.
* Cerveja e/ou chopp.
* greve de SEXO.

ATENÇÃO:
Não contém CEMANCOL. Cuidado!!!
Existem no mercado algumas marcas falsificadas, a embalagem é, de excelente qualidade, mas quando desembrulhado, verifica-se que não fará efeito nenhum, muito pelo contrário, o efeito é totalmente oposto, ou seja, além de não ser eficaz no tratamento,podem agravar os sintomas.
Homem não tem garantia de fábrica e todas as espécies são sujeitas à defeitos. A solução é ir trocando até que se ache o modelo ideal, contudo recentes pesquisas informam, que este não foi INVENTADO ainda.

Sei que eles estão chegando

Aproveitando a onda ufológica que assola o mundo inteiro (Chile, Austrália, Inglaterra, México, etc e até São Paulo), vai o post de hoje.
Essa semana estava eu na rua com meu namorado quando vimos um lance muito estanho no céu, uma enorme luz branca que caiu, se transformou numa estrela piscante (branca e vermelha), caminhou um pouco no céu e depois desapareceu. Foi massa demais. Não sei o que foi, mas foi massa. Pra quem é aficcionado em ufologia, isso foi ó do borogodó.

Tempos atrás eu fiz um post falando dos ETs legais do cinema (legais porque eu gostei, não porque eles fossem legais), agora é a vez dos toscos ou não legais.

8º) Wiploc, Zeebo e Mac
Filme bem anos 80, esses três alienígenas malucos caem na Terra e aprontam altas confusões (descrição do narrador da Sessão da Tarde). Na imagem ao lado, pasmem, mas o vermelho (Zeebo) é um dos irmãos Wayans, Damon Wayans, pra ser mais exata o Kyle de Eu, a Patroa e as Crianças, o amarelo (Wiploc) é Jim Carrey, antes de chegar ao sucesso e o azul é o eterno mosca Jeff Goldblum.

7º) Mushu
Mushu é aquele alienígena em forma de cão pug que acompanha os homens de preto. Cachorrinho muito estranho, engraçado, mas estranho.

6º) Independence Day
Outros malinhas que atormentaram os pobres humanos.

5º) Tripods do Guerra dos Mundos
Nada mais chato e mau do que aqueles aliens tripods do Guerra dos Mundos. Feios, chatos e maus.

4º) Jar Jar Binks
Tem alienígena mais chato que esse? Nem seu próprio povo o aguentou. Essa coisa orelhuda detonou o filme Star Wars.


3º) Marte Ataca
Um dos filmes mais toscos que já vi na vida. Mesmo com um grande elenco, não convence, beira ao trash forçado e totalmente sem graça. Além do mais esses aliens maus e sinistros não convencem.

2º) Superman
Não adianta, não consigo gostar do visitante de Kripton, aliás sempre dizem visitante, mas ele parece aquele tipo de parente que chega com a carinha mais boa do mundo e fica hospedado na nossa casa pelo resto da vida. Ele é mala demais, aquela coisa de bom moço não cola mais, poderia até colar nos anos 40, mas não rola mais não.


1º) E.T. - O Extraterrestre
Filminho chato com uma história que, sinceramente, não sei como as pessoas gostaram. Um baixinho chato sem pernas com um dedo brilhante (muito útil para um proctologista) e que quer telefonar pra casa, será que os moleques não avisaram pra ele que uma ligação internacional já é cara, quem dirá uma interplanetária?

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Urucubaca Olímpica

Como não poderia deixar de ser, o Brasil, agora carinhosamente chamado de Bronsil, anda só levando nabas olímpicas nas finais. Parece até urucubaca, daquelas bravas, feitas com legítima galinha afro cantora de pagode e autêntica farofa de filé mignon.
Toda olimpíada é assim, o Brasil dá um duro danado, manda aquela porrada de gente para as Olimpíadas, tudo campeão, gente que tem coleção medalhas e troféus de mundiais, de campeonatos americanos, até medalhas de salto com vara por cima da cerca do berço na creche, mas chega lá, é um erro atrás do outro, consegue chegar na final e perde. Às vezes ganha todas, mas na hora de disputar o Ouro, não dá certo e perde feio, isso ocorre muito nos esportes coletivos, pois os esportes solitários parecem se sair melhor, mas nem tanto. Como pode uma seleção pentacampeã do mundo (não que eu goste de futebol, já deixei bem claro nesse blog a minha posição com relação a esse "esporte de macho") pode nunca ter conseguido uma medalha de ouro em uma Olimpíada? Uma questão complicada.
E mais do que essas derrotas (vencer não é tudo, mas se tiver que perder que seja com categoria e se puder empatar, melhor ainda), é o Galvão Bueno. Ele consegue ser um chato olímpico. Paga pau pra todo mundo que é brasileiro, aposto que se o Hitler fosse brasileiro, ele tentaria justificar seus atos e narraria com toda a sua "peculiar emoção" algum assassinato na câmara de gás. Medalha de ouro pra ele no quesito chatisse. Aliás, acho que comecei a odiar futebol por causa dele...

Propaganda Eleitoral II

Estava assistindo o horário político da TV, somente os candidatos a vereador. Sinceramente, fiquei triste. Cada figura que eu nem sabia que existia na minha cidade e outras já sabia que existia, mas achei que eles tivessem tamanha cara de pau pra se candidatarem. Prefiro não citar nomes, mas meu vizinho pagodeiro, meu ex-professor de educação física, um dos donos do mercado perto de casa, entre outras peças com nomes muito estranhos e propostas mais estranhas ainda.
O incrível é que eles não tem nenhuma vergonha de prometer mundos e fundos (mais mundos do que fundos, pois esses fundos são pra eles mesmo). Só dizem que vão lutar pra conseguir isso ou aquilo de graça, lutar pelos direitos dos trabalhadores, dos gays, das prostitutas, dos cães de rua, da dona de casa, do lixeiro, da cidade inteira, mas se olharmos bem naqueles olhinhos que se movem pra lá e pra cá lendo tanta bobagem, veremos eles dizerem: "eu vou mesmo é torrar essa grana, dar churrasco todo dia lá em casa, comprar um carrão e pegar umas "mulé", vou é me esbaldar, não vou precisar trabalhar e vou viver às custas dos seus impostos, seu idiota, por isso vota em mim pra eu ficar numa boa por quatro anos, hehe".
Nota: o tal lixeiro que citei no último post é candidato novamente. Ele está a fim de ficar mais quatro anos numa boa, sem correr atrás de caminhão, só correndo atrás da picanha e da breja do fim de semana, vai numa reuniãozinha na terça, fica caladinho, se precisar dá um sim um dia e um não em outro dia de votação, e o resto é só mamata. Quem sabe ainda arrisco um dia ("Vote na Ninja - Mandando shurikins na pobreza e na desigualdade"), pendurar as sapatilhas ninja e ser feliz e tranquila por quatro longos anos, e lógico, fazer muita farra e ainda guardar uma graninha, pois "depositar o dinheiro na poupança" e "enfiar a grana no fiofó" são coisas totalmente diferentes apesar que gramaticamente signifiquem o mesmo.
Outra coisa que me deixa p*** da vida é a falta de criatividade desses candidatos. Uns discursos sem noção, repetitivos, tudo é combater a desigualdade social, garantir seus direitos, melhorar as condições de moradia da população carente, etc. Isso tudo com aquela emoção de robô apaixonado lendo (e na maioria das vezes de modo terrível) o tal "grande discurso".
Tenho até medo dessas eleições. Trabalho em uma gráfica, fazemos os tais "santinhos" e digo que já vi coisas que até São Tomé não acreditaria se visse. Inclusive coisas que não seriam muito corretas, como citar uma tiragem X (agora é obrigatório registrar firma, constar o cnpj do candidato e da gráfica e ainda o número de impressos) e imprimir X+Y, tudo isso pra descontar alguns impostos na nota fiscal. O famoso jeitinho brasileiro.
Falando em jeitinho, aposto que essa lei que proíbe o nepotismo, esse lance de empregar parente em cargos públicos por parte de autoridades e sem concurso, só acredito quando realmente abrirem concursos pra empregar, duvido que vão demitir quem já está lá. No máximo, uma remanejada (apesar de estar proibido também) para o poderoso do ministério ao lado. Mais uma vez, o tal jeitinho verde-e-amarelo.
Fico por aqui, tendo que aguentar (ainda sinto saudades do trema) essas criaturas fantásticas e suas campanhas extraordinárias.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Propaganda Eleitoral

Hoje começa a propaganda eleitoral na TV, ou seria pagação de mico? É cada figura que aparece que a gente se pergunta até que ponto chega a imbecilidade humana. Já não basta a gente ter que aguentar esses malas na rua, gente que não tem nenhuma "escola de política" abordando a gente e pedindo voto, ainda tem que vê-los pagando verdadeiros king kongs na televisão.
A criatura fica ali, estática, somente os olhos se movem para ler o que está escrito, tudo sai com a emoção de um robô fazendo uma declaração de amor para uma secretária eletrônica, no final, parecem que se surpreendem com o fim do texto e soltam um risinho falso e sem graça. E os textos? Verdadeiras pérolas. Isso quando não termina com um bordão dos mais sem noção, do tipo "Vote Certinho. Vote Fulaninho", "Mudanças já. Vote no Vavá", entre outros. A gente não sabe se ri ou se chora assistindo isso.
Tem gente que se candidata, mas já tem um berço, pelo menos já foi presidente de turma no colégio, presidente do grêmio estudantil, presidente de bairro, nem que seja aquele que organizava as peladas dos sem-camisa contra os de-camisa no fim de semana, sabem como administrar caso seja um vereador, mas não, só aparecem umas pessoas que acham que ser vereador é só ficar ali mamando nas tetas do governo. Se bem que ganhar uma boa graninha sem fazer nada é tentador, mas acho que minha cara não seria tão amadeirada assim.
Lembro de dois ex-vereadores aqui que foram eleitos por pura sacanagem do povo, um é um doente mental que mal consegue cuidar de si mesmo e outro era um lixeiro (não desmerecendo a classe) cuja única ação era ficar assobiando para as crianças, seus "maiores fãs". E o que eles fizeram? Nada. Nadinha mesmo, a não ser ficar 4 anos vivendo às custas do governo e atrapalhando o serviço de pessoas que todos sabemos que poderiam fazer algo em prol da cidade.
Mas o mais legal mesmo é ver essas feras no Fantástico quando acabarem as eleições. Cada figura que, sinceramente, nem Freud explicaria.
Outra coisa que outro dia mesmo passou no jornal, foi uma candidata de uma cidade no nordeste que conseguiu se eleger sem nenhum voto, nem ela mesma "se votou", mas ainda assim, por ser suplente e se beneficiar do voto de legenda, chegou lá e assumiu sua cadeirinha na câmara municipal. Sempre acontece isso, tem gente que não acredita nem em si mesmo e não leva voto nenhum, ou senão ainda leva o seu ou do pai ou mãe.
Mas nada paga a gente ver os conhecidos pagando mico, como ex-professores, vizinhos, etc.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Olim"Piadas" chinesas

Caramba, estou achando essa Olimpíadas a maior marmelada. Os chineses estão fazendo de tudo pra mascarar a verdade, repórteres com acesso restrito, gordinhas vetadas, árvores pintadas, entre outras coisas.
O que estou querendo dizer, é que eles querem dourar a pílula mais do que os templos da Cidade Proibida. Repórteres flagram cada coisa que impressiona. Um dia filmaram um cara pintando uma árvore de verde, pra ela parecer mais viva. Outro foi a uma vila, ao entrevistar uma senhora mais humilde, apareceu um agente do governo "se oferecendo para mostrar lugares muito bonitos", ou seja, não queriam que aparecesse uma velha pobre falando coisa que não devia.
Outra que me deixou injuriada, foi o lance da menina cantora. Só porque a verdadeira cantora não é exatamente um exemplo de "chinesinha bonitinha e fofinha", então colocaram uma bonitinha e fofinha (não tão fofa quanto a cantora original que não foi aceita exatamente por ser fofa demais e ter os dentinhos um pouco tortinhos, mas nada que a deixasse muito feia, mas que sacanearam com a menina, sacanearam mesmo).
Eles tentam de tudo para mascarar a real situação, chegaram até a plantar árvores altas para esconder prédios feios ou em construção.
Na abertura dos jogos fizeram um Senhor Espetáculo (quanto a isso vamos combinar, o trem ficou chic dimais da conta, sô), talvez a mais bela abertura de todos os tempos. Mas o que não faltou foram indiretas, tudo pra dizer às outras nações (leia-se Estados Unidos, ou seja, George W. Bush, apesar que não podiam usar indiretas, ele não deve ter entendido) que a China está bem e que não precisa de ninguém, que lá não se mata meninas, que o povo tem liberdade, o mercado é abertíssimo, que o Tibet não dá problema nenhum e que tudo vai ficar numa boa, eles inventaram isso, fizeram aquilo, são bons com explosivos e fazem uma festa de arromba, etc.
Não culpo aqueles que fizeram protestos contra a China por onde a tocha olímpica passou.
Tinham razão.
Eles estão parecendo aqueles pais super-protetores que tentam proteger os filhos do mundo, ao invés de ensiná-los a viver. Viva a China, a mãe de um quinto da população do mundo, uma mãe meio louca, mas mãe é mãe.